sábado, 31 de julho de 2010

Ociosa.

Nunca gostei de ficar no ócio por muito tempo. Tudo que ele me proporcionou até hoje foi uma espécie de regressão intelecto-emocional que consome meu espírito violentamente. 
Tenho perdido o sono todas as noites em meio a pensamentos vagos e inúteis. As dúvidas começam a aparecer e a cabeça fica a ponto de explodir. Nesse exato momento, sinto-a como se estivesse em chamas. Acho que minha mãe estava certa quando dizia que mente desocupada é oficina pro diabo. Não gosto do diabo. Sempre fui uma boa menina! Não posso permitir que agora ele venha aqui pra bagunçar tudo.
Devo fazer algo pra mudar isso, antes que eu mesma me destrua lentamente. Não posso mais ficar parada. Devo ir à luta.
É, ir à luta!
Isso!
Err... ir à luta, né?
Logo eu que só queria uma boa noite de sono...

9 comentários:

.Mari. disse...

Bruna, muitas vezes me pego pensando nisso, analisando minha vida nos últimos anos. Até dois anos atrás eu levava uma vida onde mal tinha tempo para respirar. Casamento- casa pra cuidar- lavar, passar, limpar casa, cozinhar. Não tive filhos e por opção mesmo, diante de falta de condições psicológicas e financeiras minha e do meu ex-marido. Mas além dessas tarefas as quais nunca fui muito ligada e fazia a contra-gosto já que havia me submetido à experiência de um casamento que nunca esteve nos meus planos até então-pura casualidade- ainda havia a faculdade- trabalhos, seminários, provas, estágios, relatótrios, TCC. E mais o trabalho né- leciono, logo, trago trabalho pra casa: preparar e corrigir atividades, preencher fichas avaliativas dos alunos, confeccionar lembrancinhas inúteis ligadas à datas comemorativas e sem muito sentido, só porque a maioria do grupo concordou em fazer. Enfim: arcava com as consequências de minhas escolhas. Pelos estudos e pelo trabalho, tive e tenho retorno. O resto, abafa.
Agora me encontro numa situação que difere: trabalho cinco horas, mais umas três entre o caminho de ida e volta. O tempo que permaneço em casa- agora moro só- faço os trabalhos da escola, já não tenho mais tanto trabalho com casa {isso é ótimo} e...fico na internet. Um curso ou outro de especialização, temporário. Hoje é sábado a noite e estou em casa. Li seu texto e me coloquei a pensar nesse vácuo. O 'ócio do mal'. Ócio é bom quando você precisa parar pra descansar depois de um período agitado de trabalho, estudos, etc. Mas e quando ele começa a ocasionar uma espécie de espaço em branco na nossa vida, em diversos setores? É aí que o bicho pega. E diz que é hora de nos movermos. Bem vinda ao clube, você descreveu meu pensamento nesses últimos meses (pasmem! MESES!).
Perdoe a prolixidade, mas senti necessidade de um desabafo aqui, rs!
Beijos :*

Eto'o disse...

Ir e lutar! Você falou tudo, então vá e as noites de sono tranquilo virão junto! ;)

(L)

Jana Matias disse...

-
Acho que estou super parecida com você Cat, cheia de pensamentos vagos e inuteis não sei pra que! ;x
Mas, vamos a luta né?
Se é esse o único jeito, então vamos!

Jaime Guimarães disse...

Bruna, às vezes passamos por momentos em que pensamentos "vagos e inúteis" parece que teimam em continuar nos afligindo. O ócio deste jeito que você se referiu, em si, não é tão ruim: serve como um alerta de como a vida pode estar "parada", sem trajetória ou até rumo ( tá, o "deixa a vida me levar/vida leva eu" é legal, é interessante em algumas situações, mas vamos com calma...rs)

Quando surge o ócio criativo aí as coisas melhoram...até mesmo aquela habilidade que andava um tanto adormecida resolve despertar e aos poucos a pessoa vai à luta ( Luta? Não sou Maguila, não sou Tyson! Ha!)

Bj!

maag disse...

Então vejo que essa pertubação noturna não assola apenas a minha cabeça, rs
engraçado, tive um afeto aos seus textos de primeira.
Nada de extravagancias nas palavras, nem complicações, mas sem deixar de serem bons...
gostei mesmo

Mel Almeida disse...

Sábias palavras moça! Mande o ócio pra bem longe de você e busque algo com o que se ocupar. Há sempre coisas inúteis a perturbar nossas mentes quando não mantemos as mesmas ocupadas. já dizia sua mãe... hehehehe...

Boa luta! huahauhauha...

;**

maag disse...

obrigado pela visita, querida..
estou a te seguir.
volte sempre que desejar, serás bem vinda!

Juliana Dias disse...

A vida nem sempre é como imaginamos. Mas antes de ir luta, procure traçar metas. Fica bem mais fácil! Beijo grande e melhoras!

Passa lá no meu blog depois!

RobertoArαujo disse...

Tenha uma boa noite de sono. Só depois desta você terá forças para as suas lutas.
Fica bem! Boa sorte! Conte conosco!

Postar um comentário