quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Desabafo!

Caros leitores, não costumo abordar aqui temas como este, mas há dias este assunto vem me "torrando a paciência", e por esse motivo resolvi desabafar.
Gostaria de saber quando foi que nos acostumamos a conviver com o medo e com o caos.
O medo é um sentimento que está presente na vida de muitos brasileiros.
Não gosto e nem queria senti-lo, mas sinto. E não é pouco.
Há dias em que o medo nos acompanha por todos os lugares. Ora nos preocupamos com nossa própria segurança, ora nos preocupamos com o filho que ainda não chegou em casa, ou com a irmã mais nova que ainda não atendeu o celular...
Vivemos trancados dentro de casa - muros altos, cerca elétrica, guarda noturno - e mesmo assim, não nos sentimos seguros.
Chegamos ao ponto de ter medo de qualquer pessoa que se aproxime na rua porque provavelmente é um bandido que está prestes a nos assaltar.
Isso é terrível, mas infelizmente já nos acostumamos com esta situação.
Uma situação caótica em que uma mãe enterra seu filho de 15 anos de idade por ter sido atingido por uma bala perdida. Entre tantas outras desgraças que é melhor nem citar aqui.
Esta é a terra de ninguém. E é nesta terra onde buscamos SOBREviver todos os dias. Se acostumar com isso é aterrorizante, mas é a realidade. E que triste realidade!
Sabe aquela frase "O que poderia ser pior que isso?" Bem, eu gostaria de citá-la aqui, mas tenho medo de que possa existir uma boa e extensa resposta para essa pergunta. E existe!

4 comentários:

Jana Matias disse...

-
Caramba, sentir medo é uma coisa bem chata mesmo.
Te priva de muitas coisas! :~~
E nesse mundo de hoje, a gente desconfia até da proópria sombra, quanto mais de alguém que ande lado a lado com a gente no meio da rua.
Tá horriível toda essa situação! :/
E vocc falou sobre isso muito bem,
eu nem quero comentar sobre: O QUE PODERIA SER PIOR QUE ISSO?
Porque realmente, eu tenho algumas vagas idéias de que alguma coisa ruim, sempre pode piorar! :x
Mad deixa quiieto.

Escritooora lindaa! *-*

Aparecida disse...

Parabéns a você Bruna, pela forma brilhante que descreve as coisas. Não é a primeira vez que leio os seus escritos, porém, dessa vez você descreveu direitinho um sentimento ruim, que persegue a maioria das pessoas. O medo é, na verdade, o maior responsável pela má qualidade de vida das pessoas, especialmente aqui no Brasil, cuja violência é o assunto central dos tele jornais. Porém, vou deixar aqui um conselho: Não deixem de viver as coisas boas da vida por causa desse medo. Cante, dance, saia com seus amigos, visite as pessoas que precisam de uma palavra amiga, distribua entre elas o amor, a solidariedade sorrisos e abraços; assim estaremos exorcizando esse sentimento que não é nada nobre, pelo contrário, é um sentimento pobre, que nos afasta do mundo.

Att,

Aparecida de Sousa

Mel Almeida disse...

Eita! Esse é viu? Que coisinha ruim de sentir é esse tal de "medo"!
Odeio!
Te torna incapaz...
Incapaz de sair, de seguir adiante, de enfrentar.
Mas o pior, é que o medo descrito acima não
dá pra enfrentar, pois do contrário podemos ficar cara a cara com a morte!
Isso é muito sério!

"Os assassinos estão livres. Nós não estamos!" ♪

E como você bem citou, é melhor nem pensar se ainda
pode piorar porque, é terrível, mas pode sim!
Mas como Aparecida falou, vamos exorcizar esse
sentimento com o melhor que temos a oferecer.
Dessa forma, estaremos contribuindo, nem que seja
um pouquinho, para um mundo mais livre!
Livre da maldade, do desrespeito, da falta
de consciência...

Parabéns pela postagem! ;D

;****

Thamara disse...

E isso é verdade mesmo.Hoje,esses bandidos ai que vc mencionou invadiu a casa de um amigo,e levou muitas coisas de valores.Claro,nada mais valioso do que a vida.Valores materiais que eu digo.Trancaram todos dentro de um quarto.Enquanto faziam o "rapa" na casa.Enfim,depois disso fiquei com medo ate de ir na padaria vcs acreditam? E pior,que agente so acorda,so passa ater mais cuidado,quando começa a ver esses acontecimentos perto de nós...Enfim,é muito chato...
Somos presos a nossa própria liberdade.
bjo bruninha;*

Postar um comentário